domingo, 5 de julho de 2020

Resultado Mensal - Junho/20 - Rendimento histórico, mas ainda negativo em 2020

Amigos fantasmas, como estão?

Esse mês não atacarei de comentarista da blogosfera, já que este também não é o meu forte.

Quanto a saúde, por enquanto o corona já pegou e matou alguns conhecidos, mas ninguém do círculo mais próximo. Tomara que permaneça distante.

Quanto ao trabalho, o home office está exigindo um ritmo que eu não seguia a algum tempo, trabalhando até muito tarde e por muitas horas. Mas estou empregado, o que hoje é um luxo. Não sei bem o que pensar sobre o tema.

Parando com os devaneios, vamos ao que interessa, a bufunfa!

Pelo que tenho reparado, fiquei para trás, como sempre, quanto as melhores compras e melhores dias de compras durante a pandemia. O trabalho me tira toda atenção que precisaria para comprar em momentos mais oportunos e a falta de coragem/noção do que é uma boa oportunidade, não me permitiu realizar muitas compras excelentes, com preços maravilhosos.

Enfim, eu mesmo já aceitei essa condição de passos lentos. Só um desabafo mesmo...

Esse mês tivemos uma melhora dos preços e estamos ficando mais próximos de chegar no zero a zero. Sim, perto de CHEGAR no zero a zero. Ao avaliar o resultado de 2020, perdemos dinheiro em janeiro, fevereiro e março totalizando -57,6k e ganhamos em abril, maio e junho, totalizando 42,7k. Estamos com uma diferença de -14k nesse momento.

Esse mês tivemos um resultado positivo de 21,4k, que foi a maior subida da carteira em toda história. Mas que segue ofuscada pela ladeira abaixo que a mesma passou nos últimos meses.

Vamos aos detalhes.


1 - investimentos encerrados
Nada.


2 - investimentos realizados
Primeiro, nosso já conhecido 1,4k da previdência privada e continuando a estratégia de deixar dinheiro no caixa, incluímos mais 4,3k na conta da corretora. 

Sobre as compras, foram:
Cogna (COGN3) 1,2k
Banrisul (BRSR6) 3k
XPCI11 3k
HABT11 1,5k

Isso tudo deu um total de 14,6k 


3 - renda passiva
Os resultados de vários FIIs ainda estão impactados e somado as compras recorrentes que temos feito e as emissões, imagino que o resultado de renda passiva ficará mais escancarado mais próximo do fim do ano. Se tudo se acalmar é claro.

Seguimos em linha com, com 688 reais.

Continuamos devagar, mas respirando.


4 - share de alocação de ativos
A redução constante da selic vai exigir nova revisão da carteira e possivelmente uma maior exposição a renda variável. Nesse caso, provavelmente buscarei fundos de papel mais conservadores. Eu acho.



5 - histórico mensal: 
Agora precisamos subir até os 800k, será que o mundo vai deixar?